Quem paga o pato?

Na novela jurídica em que se transformou, há alguns anos, a política de Campos, sobretudo quando se trata do controle do orçamento bilionário do município, o capítulo escrito ontem foi de suspense e incerteza. Após amanhecer inelegível e com registro de sua candidatura indeferido pelo TRE, pela lei do Ficha Limpa, a prefeita Rosinha Garotinho conseguiu, à tarde, uma vitória no TSE, com o retorno de sua Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime) para a 100ª Zona Eleitoral de Campos.

No entanto, o TRE informou por sua assessoria que a decisão do TSE não muda a inelegibilidade da prefeita, já que ela também foi condenada, no colegiado do primeiro Tribunal, numa Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije), válida para o Ficha Limpa. Programado por Garotinho desde que o registro de sua esposa foi indeferido na quinta, como o dito “Comício da Verdade”foi mantido para hoje de manhã, a lógica revela que ainda há contra o que protestar — no caso, a inelegibilidade de Rosinha.

Advogado de Rosinha, Francisco de Assis Pessanha Filho, embora aposte que “o fundamento usado pelo TRE para indeferir o registro caiu por terra”, tampouco dá certeza do desfecho, se limitando a dizer que “a confiança que já era grande, a cada hora que passa, só faz aumentar”. As dúvidas realmente aumentam quando constatado que a decisão do TSE, no lugar de ser julgada em plenário, como seria normal, além de monocrática, se deu apenas um dia após  a inelegibilidade de Rosinha ser decidida no Tribunal Regional, num recurso que aguardava julgamento no Tribunal Superior desde 19 de agosto de 2010.

Resta saber até quando essa sopa de letrinhas entre Aime e Aije, entre TRE e TSE, vai deixar de provocar tanta indigestão em mais de 400 mil campistas. Que venha logo, em outubro, o prato principal. E que ele possa ser escolhido pela vontade da maioria, no poder soberano do voto, sem que nenhuma gorjeta para o garçom possa influenciar na escolha dos ingredientes ou sequer no tempero. Caso contrário, pagarão a conta e o pato todos nós!

Publicado hoje na coluna Ponto Final, na Folha da Manhã.

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem um comentário

  1. Márcio

    Consulte um jurista renomado e veja qual a real situação de Rosinha.

Deixe um comentário