Opiniões

Barco começa a fazer água até na bancada governista. Mas pular para onde?

barco naufragado

 

 

Na matéria do jornalista Mário Sérgio Junior publicada aqui, na edição da Folha último domingo, o cerco parecia se fechar sobre os Garotinho: dezenas de obras municipais paradas em todo o município, ações na Justiça por improbidade administrativa e dano ao erário contra um Anthony Garotinho (PR) sem imunidade parlamentar, além da novidade do Ministério Público Federal (MPF) fiscalizando a saúde pública de Campos. Isso sem contar as pesquisas de institutos de opinião dando conta (aqui) da acentuada queda de popularidade do governo Rosinha Garotinho (PR), bem como das dificuldades que seu grupo poderá enfrentar para eleger seu sucessor em 2016.

Pois hoje, dia de convocação extraordinária na Câmara Municipal, o barco governista parece começar a fazer água até entre a sua própria bancada. Marcada para o segundo turno do projeto de emenda à Lei Orgânica do Município (LOM) nº 0067/2015, aprovado em primeiro turno por votação apertada, através do qual Rosinha quer que seus subsecretários e “cargos equivalentes” possam também ser ordenadores de despesas, a nova votação na Câmara foi aberta e em seguida fechada pelo presidente Edson Batista (PTB). O motivo, em matéria considerada prioritária para o governo, foi falta de quórum.

O detalhe é que, dos cinco vereadores de oposição, três responderam à convocação extraordinária da prefeita: Marcão (PT), Rafael Diniz (PPS) e Fred Machado (SD). Numa emenda à Lei Orgânica que precisa de 2/3 dos 25 vereadores para ser aprovada, as dúvidas de voto e ausências foram do lado governista. Segundo informou aqui o jornalista Alexandre Bastos, há dúvida sobre o posicionamento dos governistas Gil Vianna (PR), Albertinho (Pros), Jorge Magal (PR), Neném (PTB), Dayvison Miranda (PRB) e Alexandre Tadeu (PRB). Gil e Neném estiveram entre os muitos ausentes da sessão de hoje.

Que há um descontentamento generalizado de muitos edis governistas nesta época de vacas magras, sobretudo dos que chegaram a ameaçar compor um bloco “independente” em 2014 (relembre aqui e aqui), parece não haver dúvida. Mas diante do quadro também complicado do governo estadual Luiz Fernando Pezão (PMDB), a dúvida é a única coisa que ainda segura muitos vereadores rosáceos. Afinal, pular para onde?

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 7 comentários

  1. Rs .O naufrágio é iminente .Ufa!!!Até que enfim.

  2. vereadores acordam garotinho e rosinha acabaram

  3. magal garotinho vai querer tirar voce

  4. Papo furado, (trecho excluído pela moderação) ainda controla todos bonecos … quem viver verá .

  5. Com esse corte que dizem que a Rosinha fez nas contas públicas, tirou o poder de muitos vereadores, pois muitos terceirizados indicados por eles perderam o cargo. E aqui em Campos, vereador que não dá emprego para seus cabos eleitorais não ganha eleição.

  6. Mera jogada politica do mestre, por traz disto, te coisa. Tem vereador tentando confundir a opinião da população, para tentar retornar nas próximas eleições.
    ABRAM OS OLHOS POVO CAMPISTA.

  7. ROSINHA E GAROTINHO EXTINTOS DE CAMPOS!

    EU ACREDITOOOO
    EU ACREDITOOOO
    EU ACREDITOOOO
    EU ACREDITOOOO

Deixe uma resposta

Fechar Menu