Lesley Beethoven: “É isso mesmo? Euforia por prisões? Explicita a hipocrisia de muitos”

 

(Foto: Rodrigo Silveira – Folha da Manhã)

 

“Acima de tudo, que a justiça seja feita. Sou legalista. E como todo cidadão, acredito que nossos desejos devem ser o respeito às leis e ao devido processo legal. A Justiça investiga, passa-se pelas instâncias recursais se for o caso, transita em julgado, absolvendo ou condenando. E ponto final. No caso deles, em poucos minutos, verifiquei uma euforia tremenda nas redes sociais e nos grupos de mensagens. Mas, é isso mesmo? Euforia por prisões? Explicita a hipocrisia de muitos, que até ontem eram ‘amigos’ e ‘parceiros políticos do casal’, hoje fazendo os mais variados comentários condenatórios e moralistas. Quando a notícia da prisão de ex-governadores é mais comemorada, por exemplo, do que a recuperação econômica do Estado do Rio de Janeiro, é a certeza que chegamos ao fundo do poço. Nenhum partido político pode compactuar com ilegalidades em nenhum dos três poderes. Repito: o caso em questão é com a Justiça: ela investiga e absolve ou condena. Politicamente, no meu comando, o PSDB só se comportará com euforia e alegria com notícias positivas”.

Foi como Lesley Beethoven, presidente municipal do PSDB e pré-candidato a prefeito de Campos, reagiu à prisão na manhã de hoje (aqui) dos ex-governadores Anthony (sem partido) e Rosinha Garotinho (Patri), em decisão da 2ª Vara Criminal de Campos, por denúncia de superfaturamento no Morar Feliz e repasse de caixa dois para financiamento de campanha. Nos oito anos do governo municipal Rosinha, o programa de casas populares custou quase R$ 1 bilhão aos cofres do município. Vencido pela Odebrecht, cujos ex-executivos denunciaram o casal Garotinho na Lava Jato, o resultado da primeira licitação foi antecipado (aqui) em quase quatro meses pela Folha em 2009.

 

Confira a cobertura completa do caso na edição desta quarta (04) da Folha da Manhã

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem um comentário

  1. Sérgio Provisano

    Aluysio, Lesley, estou acompanhando com atenção os noticiários e me lembrei que eu, vinha desde sempre, lá atrás, denunciando tudo que aí está em publicações em mina página no facebook, nessa”irrefreável democracia que são as redes sociais”. Além de deixar opiniões positivadas, como sou Designer também, eu ainda ilustrava e lembro-me que em uma das publicações eu disse quando era o custo de uma casa pré-moldada daquelas, que foram contratadas sem inserir ali, nos custos a infraestrutura necessária como terraplenagem, iluminação elétrica, revestimento das ruas, canalização de água e esgoto, etc… à época, as casinhas foram adquiridas via Odebrechet, por mais R$ 100.000,00, só as casas, quando se vocês, ou eu ou qualquer pessoa, poderia adquirir uma, com preços de mercado, por algo em torno de R$ 40.000,00 e ali eram mais de 5.000 unidades, poderiam na aquisição global, custarem menos e mais grave, a infraestrutura, não era por conta da empreiteira, era algo à parte. Tenho me colocado fora desse debate, pois o que eu tinha a falar, falei à época e nada aconteceu e fizeram uma CPI, para constatar aquilo que eu e outros denunciaram e falaram, inclusive o jornalismo do grupo Folha da Manhã, abordou, com muita clareza. Em meu raso pensar, admito, é coisa requentada e nem vejo como o erário público venha a ser ressarcido de forma plena, esse dinheiro já foi pulverizado faz tempo, os órgãos de fiscalização foram muito lenientes ao tomar atitude, mas, antes tarde do que mais tarde eu também, Lesley, não exulto com essa coisa de prisão, eu lamento é o prejuízo que nós, cidadãos, levamos.

Deixe um comentário