Opiniões

Filho único de Carla, Pedro Machado morre em colisão à beira do rio Paraíba do Sul

 

Pedro Machado diante do Atlântico (Foto: Facebook)

Como várias pessoas com a vida dividida entre São João da Barra e Campos, acordei hoje com a trágica notícia da morte do jovem empresário e estudante de Direito Pedro Machado. Com apenas 21 anos, era o filho único da prefeita sanjoanense Carla Machado (PP). O Toyota Corolla que ele guiava derrapou alguns metros e colidiu de maneira violenta contra uma árvore na Av. XV de Novembro. Eram 5h30 da manhã, chovia e a pista estava molhada. Ele provavelmente perdeu a direção no desnível da pista na subida da ponte Barcelos Martins. O impacto foi todo do seu lado, ferindo Pedro no torso e provocando a morte por hemorragia interna. Seu corpo está sendo velado desde às 11h na Igreja de São Pedro, em São João da Barra. Uma missa de corpo presente será realizada às 15h, com o enterro em seguida, no cemitério São João Batista.

Pedro havia passsado a noite e madrugada no show do cantor de pagode Ferrugem, na boate Multi Place, na av. Alberto Lamego. Nos storys do Instagram, ele estava anunciando um show para a noite de hoje, em Atafona, do grupo Imagina Samba, no Cais do Porto, de propriedade de Carla, ao lado da igreja Nossa Senhora da Penha. Amigos que estiveram com ele na Multi Place, souberam do acidente e foram até o local, estavam inconformados com a tragédia. A violência da colisão, que deixou o carro destruído, parece indicar que guiava em alta velocidade, como especulado nas redes sociais. E só quem não já foi um jovem de 21 anos, com alguma condição sócio-econômica e a vida pela frente, pode especular sobre quem teve a sua interrompida por uma fatalidade.

Há alguns anos trabalhando com jornalismo político, além de sempre manter casa e vida em Atafona, conheci Pedro ainda criança, em conversas com sua mãe. Como sempre gostei muito de crianças e ele gostava muito de lutas, contei-lhe sobre a carreira e a vida de Muhammad Ali, ex-campeão olímpico e profissional de boxe, considerado o maior pugilista de todos os tempos. Dado o seu interesse, emprestei-lhe uns DVDs sobre Ali. Quando sua mãe os devolveu a mim, disse que o filho ficara tão impactado que disse a ela: “Ele foi o maior de todos, mamãe”. Ao que a Carla, ciumenta, indagou: “Maior que sua mãe?”. E ele, com a política já no sangue, respondeu: “Não, depois de você”.

Como pai de único filho, quase com a mesma idade de Pedro, me solidarizo com Carla, seu irmão Fred e toda a sua família. “Do coração do meu coração”, como reforçou Shakespeare em sua maior tragédia. A perda de um filho, sobretudo se único, deveria ser dor proibida a qualquer mãe ou pai. Mas essa é a vida real, como a de Pedro, que se foi à beira do rio Paraíba do Sul. Em suas águas castanhas, que cortam Campos para desaguar e tingir de barro o oceano Atlântico, em Atafona.

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 2 comentários

  1. Que Deus possa confortar o coração dos familiares e amigos.

  2. Meu amigo, solidarizo-me com a mãe pela imensa dor que sente, como pai de poucos anos que sou , não consego imaginar o tamanho… a juventude é muito perigosa, sabemos disto… não devemos e não podemos julgar, após tantas exposições a que passamos na ânsia e na sede do descobrimento… mas ajudar a conscientizar é o que melhor podemos fazer… sem a hipocrisia do discurso moral, até porquê hormônios muitas vezes são imunes à eles… mas com o amor de quem quer preservar nossas gerações futuras, para que nos cerquemos ao máximo de segurança, seja quando queiramos nos divertir, ou quando estivermos expostos a situações profissionais que demandem maior nivel de tensão ou privação do sono… Com a grande ascendência e liderança que a sua Mãe, a Prefeita Carla Machado, exerce sobre a sociedade com quem convive, ao transitar da dor à saudade ( porque o amor não transita, é pleno, estável e eterno), pode ter aí um caminho que lhe permita reunir forças e estímulo, para continuar a trabalhar , a exemplo de Lucinha Lins e outras mães que conseguiram transformar o luto em luta, mantendo viva a memória de seu amado filho… Que todos reúnam forças para lidar com a delicadeza do momento .

Deixe uma resposta

Fechar Menu