Brand, Thuin e Helinho rebatem críticas de que secretários não atendem vereadores

 

Brand Arenari, Raphael Thuin e Helinho Nahim hoje no Folha no Ar (Foto: Genilson Pessanha – Folha da Manhã)

 

Para os três integrantes do primeiro escalão do governo Rafael Diniz (Cidadania) entrevistados na manhã desta segunda (16) no Folha no Ar 1ª edição, na Folha FM 98,3, são infundadas as queixas de que secretários municipais e pré-candidatos a vereador não atendam os atuais ocupantes da Câmara. Respectivamente presidente da Fundação Municipal de Esporte, secretário municipal de Educação e superintendente de Entretenimento e Lazer, Raphael Thuin, Brand Arenari e Helinho Nahim foram falaram da paralisação de atividades externas das suas pastas, por conta da pandemia do coronavíris. Mas também responderam à crítica feita pelo vereador governista Jorginho Virgílio (Patri), no Folha no Ar (reveja aqui) no último dia 4, quando disse que a dificuldade de atendimento por parte do secretariado de Rafael foi um dos principais motivos da criação do G8, hoje G7, no Legislativo goitacá:

— No meu caso, eu tenho 100% de certeza que não. Até o próprio Jorginho tem portas abertas, como sempre teve lá na Fundação. Nunca houve um pedido do vereador Jorginho Virgílio que não foi atendido por mim. E continuo atendendo todos os vereadores que vão lá, sem problema nenhum. Inclusive, não precisa nem marcar horário. Eu não vejo isso dentro do governo. Se existe um caso atípico, ou outro, eu não posso saber das outras secretarias. Mas é até incoerente uma acusação dessas, porque a Fundação ganhou 12 moções de aplauso na Câmara. Procuro atender, até porque eles são eleitos pelo povo e a gente tem que ter respeito pelos vereadores — garantiu Raphael Thuin.

— Eu concordo com Thuin. Também tenho um relacionamento que considero muito bom com todos os vereadores, tanto a oposição, quanto os governistas. A gente está sempre em contato e eles nos ajudam também. É um contato amplo e direto. Especialmente com Jorginho, também tenho um relacionamento muito bom. Recebi, inclusive, assinada por ele, a primeira comenda Sérgio Diniz (ex-vereador e ex-deputado estadual, pai falecido do prefeito Rafael) pela Câmara. Depois tive a honra de ganhar também o título também de cidadão campista, já que nasci em Macaé — emendou Brand Arenari.

— Faço minhas as palavras dos colegas. O relacionamento não só com os vereadores da situação, como da oposição, é ótimo. Não me recordo de nenhum tipo de desavença com nenhum vereador que seja. Atendemos e atendemos muito aos vereadores da Câmara. Até porque é como Thuin falou, eles foram eleitos, a gente tem que tentar resolver, independente de bandeira. Agora nem sempre, nem eu, nem Thuin, nem Brand, temos que dizer sim para tudo. Porque infelizmente o momento financeiro que a gente passa não é nem de longe o ideal. Não digo isso no caso de Jorginho, pois nunca houve esse tipo de negativa a qualquer estrutura solicitada. Mas muitas vezes as pessoas não entendem que não temos mais o que se tinha antes. E aí eu cito o exemplo do entretenimento, onde menor orçamento da nossa antecessora foi cinco vezes maior que o nosso maior orçamento — comparou Helinho Nahim.

 

Confira abaixo em vídeo os três blocos do Folha no Ar com Raphael Thuin, Brand Arenari e Helinho Nahim:

 

 

 

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe um comentário