Opiniões

Ex-prefeito Betinho Dauaire no jogo para 2024 em São João da Barra

 

Ex-prefeito de SJB Betinho Dauiare (Foto: Divulgação)

 

Ex-prefeito de São João da Barra, Betinho Dauaire (PSC) está no jogo para disputar novamente ao Executivo do município em 2024. No Folha no Ar da manhã de ontem (14), na Folha FM 98,3, essa foi a grande novidade revelada pelo entrevistado. Que deu nota 8 aos 140 primeiros dias do governo do aliado Wladimir Garotinho (PSD) em Campos, e nota 5 ao mesmo período na administração reeleita de Carla Machado (PP) em SJB. Em seu quarto mandato, segundo consecutivo, ela bisou Betinho, prefeito duas vezes entre 1997 e 2004. Cargo que, nos anos 1960, foi também ocupado por Alberto Dauaire, falecido em 2016, após marcar a história política fluminense sendo sete vezes deputado estadual. E foi seguido pelo neto, Bruno Dauaire (PSC), que se elegeu duas vezes à Alerj, se licenciando para assumir a secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do governo estadual Cláudio Castro (PSC). Pai de Bruno e filho de Alberto, Betinho se colocou contra o projeto, que tem o apoio de oito dos nove vereadores de SJB, de aumentar o número de cadeiras da Câmara Municipal para 13.

— Vamos dar a César o que é de César. Carla concorreu a sete eleições. Apesar de ter sido eleita em cinco, contando o mandato de vereadora (onde foi líder de governo de Betinho, entre 1997 e 1998), perdeu para mim a prefeita (Betinho se reelegeu ao cargo em 2000) e perdeu a deputada estadual (pelo PT, em 2014), na época que Bruno disputou (e se elegeu pela primeira vez à Alerj). Mas foi a mais votada dentro do município de São João da Barra seis vezes. Então tem uma história de resultado eleitoral muito positiva. Contra este fato tem a minha família, que não tem cinco mandatos; são 15 mandatos, sendo o mais votado no município 19 vezes. O Bruno fica em cima de mim para que eu volte à vida pública, dispute as eleições. O avô dele (Alberto Dauaire) foi prefeito de sucesso em São João da Barra. O pai dele foi prefeito de São João da Barra duas vezes, de sucesso também segundo as pesquisas. A maioria dos programas que estão aí, hoje, no governo Carla Machado, foram deixados por mim: bolsa universitária, cartão de transferência de renda com curso profissionalizante; eu fui o prefeito que mais obras fiz no município. Eu me sinto realizado politicamente, não sei se com a entrada de Bruno na vida pública, o sucesso dele na política. Mas se tiver uma missão e for importante ao município, nunca deixa de ser uma opção. E seria uma honra muito grande governar São João da Barra. Mas acho que deixa aí para o Bruno Dauaire, o (vereador) Franquis (Arêas, PSC), essa gente nova que está aí — colocou Betinho.

Sobre a avaliação sobre os primeiros 140 dias dos governos municipais, ele começou por Campos, governado pelo aliado político do seu filho. E revelou ter sido convidado por Wladimir para integrar o governo goitacá:

— Eu acho que o governo Wladimir Garotinho está indo muito bem, comparado aos primeiros meses do governo anterior (de Rafael Diniz, Cidadania). Tem procurado desenvolver atividades em vários setores, cuidando de estradas vicinais, na área da saúde, iniciando ainda aquém a operação tapa buracos na cidade, vi ele anunciando a questão da volta das escolas, mas não sei como vai ficar, pois me parece que existe decisão do Supremo Tribunal Federal proibindo. Eu não gosto de avaliar governos em tão pouco tempo e em plena batalha contra a Covid. Mas comparando à gestão anterior, com todo o respeito, pelo entusiasmo, pela presença nas ações e buscando diversificar em vários setores, como o Procon, eu dou nota 8 por esses motivos. Ele também me convidou para trabalhar (no governo). Mandou um recado para mim dizendo: “Vem para cá, veste a chuteira, nos ajudar”. E se der 10 agora, se eu aceitar, como é que vou fazer para colaborar? — brincou o ex-prefeito sanjoanense, após falar sério ao revelar o convite do prefeito de Campos, feito há cerca de 40 dias.

Na avaliação fatiada dos 140 dias do governo da sua adversária Carla em SJB em 2021, reeleita em 2020 com 69,7% dos votos válidos, Betinho foi mais rigoroso. Sobretudo pela falta de investimentos no município:

— A minha crítica construtiva sempre foi pelo baixo grau de investimento e alto nível de receita. Essa falta de obras de infraestrutura importantes deixa de ajudar a circular o dinheiro na economia de São João da Barra; ajudar ao comércio e ao mesmo tempo fazer com que a sociedade sanjoanense recebesse equipamentos importantes para melhorar a sua qualidade de vida. Esse é a minha crítica ao governo Carla Machado. O mesmo critério que usei para Campos, para dar ao governo Wladimir Garotinho nota 8, eu quero usar para avaliar esses 140 dias do governo Carla Machado. Quais são as reclamações hoje da população de São João da Barra? São problemas de iluminação pública, de servidores da Prefeitura que não podem se aposentar, de ruas esburacadas, falta de obras. Essas são as reclamações trazidas a mim por moradores e também por vereadores. Mas quero também ressaltar que, em plena pandemia, onde todos os prefeitos da região parecem estar se dedicando ao combate à Covid, vivemos um momento sério da história. E não vou usar esse momento, que levou muitas vidas no município de São João da Barra, de amigos, de pessoas queridas de todos os lados políticos. Então, se eu fosse dar uma nota pelo grau de investimentos, certamente seria inferior a 5. Mas neste momento da Covid, eu vou dar um crédito e dar nota 5 ao governo Carla Machado.

 

Confira abaixo, em cinco blocos, a íntegra da entrevista do ex-prefeito sanjoanense Betinho Dauaire ao Folha no Ar de ontem (14), na Folha FM 98,3:

 

 

 

 

 

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe uma resposta

Fechar Menu