Opiniões

Governador, deputado liberal e arauto de Lula em Campos

 

Cláudio Castro, Wladimir Garotinho, Rodrigo Bacellar, Rodrigo Neves, Caio Vianna, Paulo Ganime, Lindbergh Farias, Luiz Inácio Lula da Silva, Natália Soares, Aluysio Cardoso Barbosa e Campos dos Goytacazes (Montagem: Joseli Mathias)

 

Castro traz governo do RJ a Campos

Como anunciado (confira aqui) pelo portal Folha 1 na noite de segunda (19), em matéria da jornalista Dora Paula Paes, o governador Cláudio Castro (PL) trará seu gabinete itinerante ao Norte Fluminense nos dias 5, 6 e 7 de agosto. No dia 6, feriado municipal de São Salvador, padroeiro de Campos, está marcada uma reunião na Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), o que confirma o prestígio político do setor produtivo goitacá. Nos bastidores, o prestígio político do governador será disputado entre os palanques de dois opositores, mas aliados do governador: o prefeito Wladimir Garotinho (PSD) e o secretário estadual de Governo Rodrigo Bacellar (SD).

 

Planície disputada para 2022

A decisão da vinda de Castro é anterior ao lançamento da pré-candidatura a governador do ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves (PDT) em Campos (confira aqui), na última sexta (16). Mas foi reforçada por este movimento. Quando Caio Vianna (PDT), que em 2020 disputou com Wladimir um acirrado segundo turno a prefeito e agora é secretário de Ciência e Tecnologia de Niterói, teve também lançada sua pré-candidatura a deputado federal. Como esta coluna detalhou em sua última edição (confira aqui), no sábado (17), já começou a disputa da eleição ao Palácio Guanabara. E Campos tem cumprido parte importante nela.

 

Visita de deputado do Novo

A pouco mais de 14 meses das urnas, Campos e a região entraram mesmo no roteiro de quem disputará mandatos em 2022. Alguns, da maneira mais republicana possível. É o caso do deputado federal Paulo Ganime (Novo), que aproveitou o recesso parlamentar para percorrer 10 municípios do Norte e Noroeste Fluminense entre segunda e a próxima sexta (23). Formado em engenharia de produção pelo Cefet-RJ, ele ontem visitou às instalações de um ex-Cefet, o atual Instituto Federal Fluminense (IFF), em Cambuci. E hoje visita o campus Campos-Centro do IFF, antes de se reunir com o prefeito Wladimir e de também prestigiar a CDL-Campos.

 

Liberal pela educação pública

A relação de Ganime com o ensino tecnológico federal não se limita à sua formação. Com o reitor Jefferson Manhãs de Azevedo em viagem, o parlamentar será recebido no IFF por seu diretor de relações institucionais, Fernando Ferrara, e o diretor do campus Campos-Centro, Carlos Alberto Henriques. Numa instituição de ensino pública geralmente associada à esquerda, o deputado liberal ligado ao movimento RenovaBR tem serviços prestados. Foi um dos que lideraram uma emenda de bancada no valor total de R$ 5,35 milhões ao IFF. À qual também destinou mais duas emendas pessoais no valor total de R$ 1,04 milhão.

 

Petista na semana que vem

Entre a visita de Rodrigo Neves na sexta passada e a vinda do governador Cláudio Castro com daqui a duas semanas, na próxima quem também estará em Campos é o ex-senador Lindbergh Farias (PT). Atualmente vereador no Rio e pré-candidato a deputado federal em 2022, ele chega na segunda (26) à noite, após passar por Macaé. Na terça (27) de manhã, dará entrevista ao programa Folha no Ar, da Folha FM 98,3. A assessoria do deputado Paulo Ganime também tentou marcar uma entrevista no principal programa da rádio mais ouvida de Campos. Mas como as datas desta semana já estavam preenchidas, a dele foi marcada para 6 de agosto.

 

Enquanto Lula não vem

Ainda na segunda à noite, Lindbergh dará o pontapé inicial ao programa “Campos com Lula”. Feito a pedido do próprio ex-presidente, líder em todas as pesquisas presidenciais para 2022, a ideia é aglutinar simpatizantes à sua tentativa de voltar ao governo federal, em cidades consideradas estratégicas. E Campos é uma delas, que deverá receber posteriormente o próprio Lula. Como ocorreu em dezembro de 2017, quando ele deu uma entrevista exclusiva à Rádio Continental (confira aqui), hoje Folha FM, que repercutiu (confira aqui e aqui) em toda a mídia nacional. Na terça, após o Folha no Ar, Lindbergh vai à Uenf e à ocupação de Novo Horizonte. Na quarta (28), vai ao IFF.

 

Psol busca protagonismo

Entre a visita de liberais e petistas à cidade, ontem o Psol goitacá enviou um artigo (confira aqui) ao blog Opiniões, hospedado no Folha1. Nele, o partido cobrou planejamento urbano e participação popular nas decisões relativas aos espaços públicos da cidade. E faz críticas ao desperdício dos royalties e aos Garotinho, que tem Wladimir na Prefeitura. Assim como à gestão passada do ex-prefeito Rafael Diniz (Cidadania) e ao governo federal Jair Bolsonaro (sem partido). Revelação da eleição de 2020 como candidata a prefeita do Psol, a professora Natália Soares disse (confira aqui) ao Folha no Ar do último dia 8: “a gente busca, sim, um protagonismo (em 2022)”.

 

Exemplo de Aluysio

Fundador deste jornal, que batiza o Grupo Folha, e titular desta coluna de opinião de 8 de janeiro de 1978 até sua morte, em 15 de agosto de 2012, o jornalista Aluysio Cardoso Barbosa ontem completaria 85 anos. A data foi lembrada por sua família, amigos, colegas de redação e leitores. Em vida, se orgulhava de ter fundado a Folha da Manhã para transformá-la no jornal mais lido de Campos com apenas dois meses de circulação. Posição que ocupa até hoje. Infelizmente, ele não viveu para ver a Folha FM se transformar na rádio mais ouvida de Campos com apenas duas semanas no ar. Mas o motivo é o mesmo: seu exemplo.

 

Publicado hoje na Folha da Manhã

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe uma resposta

Fechar Menu