Teatro de Bolso divulga programação de junho e início de julho

 

Programação do TB de junho e início de julho de 2017

 

 

O diretor teatral Fernando Rossi esteve à frente do Teatro do Sesi/Campos, que carregou a cultura goitacá nas costas nos tristes idos do governo Rosinha Garotinho (PR), com Patrícia Cordeiro na Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL). Nomeado à direção do Teatro de Bolso (TB) Procópio Ferreira, com Cristina Lima na presidência da FCJOL, Rossi enviou ao blog a programação de junho e início de julho do palco mais tradicional dos artistas de Campos, reaberto (aqui) no governo Rafael Diniz.

Para saber mais da saga recente do TB, confira aqui. Para ter detalhes de cada espetáculo do próximo mês, confira abaixo:

 

 

JUAN GORRIN CANTA CINE

Espetáculodo cantor venezuelano Juan Gorrin, interpretando as melodias mais famosas do mundo do cinema, abordando vários estilos musicais, épocas e gêneros cinematográficos.

O cantor estará acompanhado por uma banda composta por Teclado (Joao Gualberto), Violoncelo (Isabela Biancardine), Baixo (Davi Caldas), Bateria (Robson Jorge), Percussão (Matheus Basílio), Violão e Guitarra (Vinicius Soares). Conta também com a participação especial da jovem cantora campista Isabela Martins.

Este é mais um dos shows da série temática produzidos pelo artista para a temporada 2017.

 

 

 

 

OS INIMIGOS NÃO MANDAM FLORES

Sinopse:

O Grupo Nós do Teatro apresenta: o boneco de fantoche e sua manipuladora!

A peça de Pedro Bloch retrata a vida do casal Silvia e Geraldo. Ele, um contrabandista financeiramente bem sucedido. Ela, uma articuladora, inferiorizada pela beleza das outras mulheres. Para conquistar Geraldo, Silvia utiliza suas próprias armas, combatendo as gatas que cercam seu marido, armadas da beleza e da sensualidade. Serão as armas de Silvia suficientes para despertar algum afeto em Geraldo? Será Geraldo um estrategista neste jogo de ama/odeia? Uma flor, uma única flor talvez bastasse para começar a resolver esta relação conturbada.

 

Auto: Pedro Bloch

Direção geral: Kátia Macabu

Direção musical: Júlio Ribeiro

Figurino: Ana Júlia Izabel Carvalhido

Sonoplastia: Júlio Ribeiro e Camila Leite

Iluminação: Kátia Macabu

Maquiagem: Jonas Defante Terra

Concepção gráfica: Ana Júlia Izabel Carvalhido e Adriano Ferraioli

 

 

 

 

 

ENTRE O DEDO E O ANEL

 

Sinopse:

ENTRE O DEDO E O ANEL traz histórias reais com narrativas entrelaçadas e pontuadas por perdas dos sete atores do espetáculo, sorteadas no início de cada encenação.

Duas histórias conduzem o espetáculo: Vítor, menino de uma pequena cidade do Rio de Janeiro que, aos 12 anos vive seu primeiro amor, cheio de hesitações e adiamentos e Elisa, suburbana de 56 anos que, após inúmeras perdas, percebe ter aberto mão de si mesma.

Paralelamente se desenvolvem, ainda: a história de Júlia e a superação da perda de seu avô e a narrativa de Sayuri, descendente de imigrantes japoneses, desde sua difícil infância na colônia JK na Bahia, passando pela juventude no Japão e o retorno ao Brasil.

 

 

 

PONTAL

Sob forma de Recital teatralizado três pescadores dão início a lida adentrando o mar, onde jogam suas tarrafas em busca de sustento. Enquanto aguardam os peixes caírem na rede, contam causos, cantam canções, remontam fatos, distraem o tempo e refletem sobre as desventuras da vida e do ambiente que vivem.

Com coletânea poética de Aluysio Abreu Barbosa, Antônio Roberto Kapi, Artur Gomes e Adriana Medeiros.

Direção de Antônio Roberto Kapi (in memorian) e Yve Carvalho

Iluminação de Rogério Pacheco

 

Elenco:

Jota Z

Saullo Oliveira

Yve Carvalho

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Deixe um comentário