Bolsonaro a senador ou deputado federal em 2022?

 

Jair Bolsonaro, Aluysio Abreu Barbosa, Elio Gaspari e Diogo Mainardi (Montagem: Joseli Mathias)

 

Ninguém que conhece algo de política tem dúvida: o Auxílio Brasil de R$ 400,00 é a última cartada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para tentar sua reeleição em 2022, daqui a menos de um ano. Com 59% de rejeição, segundo a última pesquisa Datafolha, índice negativo muito próximo ao aferido por todos os demais institutos, o capitão hoje não tem chance aritmética de vencer uma eleição em dois turnos — em que o segundo só existe para que um dos candidatos atinja o mínimo de 50% +1 dos votos válidos.

Se não conseguir reverter sua rejeição proibitiva, e acossado pelo relatório da CPI da Covid no Senado, que pediu seu indiciamento por nove crimes, é possível que Bolsonaro desista da corrida presidencial para se candidatar a senador ou deputado federal. Eleições que poderia conquistar com relativa facilidade, assegurando o foro privilegiado do Supremo Tribunal Federal (STF). Pois se concorrer à reeleição a presidente e perder, vira cidadão comum a partir de 1º de janeiro de 2023. Quando poderá ser acusado, julgado e condenado, como foi Lula (PT), em qualquer tribunal de 1ª instância do país.

Sem contar que, com o pedido de indiciamento por crimes contra a humanidade, Bolsonaro poderá também ser julgado pela Corte Penal Internacional de Haia, na Holanda, segundo o Estatuto de Roma, do qual o Brasil é signatário.

Essa possibilidade de Bolsonaro concorrer a senador ou deputado federal em 2022, a depender do impacto no Auxílio Brasil — nome bolsonarista ao Bolsa Família, por sua vez um nome petista ao Bolsa Escola implantado no governo federal Fernando Henrique Cardoso (PSDB) em 2001 — nas pesquisas, foi levantada na abertura do programa Folha no Ar, da Folha FM 98,3, no início da manhã da última quinta (21). Foi no dia seguinte à apresentação do relatório da CPI da Covid. Confira no vídeo abaixo:

 

 

E, para confirmar que, da planície goitacá, é possível se enxergar as vereadas abertas no horizonte do Planalto Central, hoje o Elio Gaspari, mestre do jornalismo brasileiro, aventou a mesma possibilidade. Confira na transcrição abaixo da nota em sua coluna dominical de O Globo:

 

“Bolsonaro no Congresso

Um leitor de folhas de chá acredita que se Jair Bolsonaro perceber que não terá chances de vitória na eleição presidencial procurará abrigo numa disputa para o Senado, ou mesmo para a Câmara.

Se isso acontecer, o recuo do capitão nada terá a ver com apreço pelo Legislativo. Será uma busca de imunidade.”

 

Outro jornalista de renome nacional, o Diogo Mainardi também dialogou hoje com a possibilidade de Bolsonaro desistir da corrida presidencial e concorrer a senador, pelo medo de ser preso. Confira abaixo:

 

“Senador Bolsonaro

Para escapar da cadeia, Jair Bolsonaro pode desistir do Palácio do Planalto e buscar a imunidade elegendo-se para o Congresso Nacional.

Jair Bolsonaro, se perceber que não tem chance de se reeleger, pode desistir da disputa presidencial e se refugiar no Senado, segundo Elio Gaspari.

‘Será uma busca de imunidade’.

É só um chute do jornalista, que não importa como previsão sobre o futuro, e sim como retrato do presente: a prioridade do sociopata — e que condiciona todas as suas escolhas — não é mais permanecer no Palácio do Planalto. Neste momento, pressionado pelo relatório final da CPI da Covid, que revelou seus crimes contra a humanidade, ele pensa sobretudo em evitar a Papuda.”

 

Bolsonaristas certamente negarão a possibilidade — ou “chute”, como bem definiu o Mainardi. Assim como negam todas as pesquisas. Mas, a depender das próximas, poderão ser deixados pelo seu “mito” de broxa na mão. Como já ficaram na tentativa frustrada de golpe no último 7 de setembro. Na dúvida, refresque a memória com o vídeo abaixo:

 

 

fb-share-icon0
20
Pin Share20

Este post tem 5 comentários

  1. Paulo Henrique

    Penso que ele deveria disputar à presidência. Perdendo, o que é provável, terá a chance de responder pelos seus atos e se for inocentado poderá concorrer em 2026. Se for condenado e preso, haja como macho, imbroxavel, altivo, aliás, como todos morrerão um dia ( lembrando o que ele falou das vítimas da Covid), todos poderão ser preso um dia.

  2. Sandra

    É sério isso? Kkkkkkkkk

    1. Aluysio Abreu Barbosa

      Cara Sandra,

      Para quem sabe ler, é uma possibilidade. Talvez mais séria que o gópi de 7 de setembro.

      Grato pela chance de esclarecer o óbvio!

      Aluysio

  3. Sandra

    Vou perguntar de novo! É sério isso???? O óbvio que você insiste em ignorar foi a roubalheira praticada por uma organização criminosa travestida de partido político intitulada pt que você vergonhosamente defende!

    1. Aluysio Abreu Barbosa

      Cara Sandra,

      Vou perguntar de novo: vc sabe ler? Para ficar só no meu texto de opinião, publicado no último sábado: “Quem finge ignorar a corrupção sistêmica do PT em seus 13 anos no poder, a catástrofe econômica do governo Dilma, ou que Renan é mais sujo que pau de galinheiro, merece ser levado tão a sério quanto quem afirma que Piquet foi melhor piloto que Senna, ou diz ter esperança de que algo que preste saia de Bolsonaro (…) o que importa é que a CPI provou, com fartura de evidências e testemunhos, a culpa do governo e seus generais vendidos no incentivo à contaminação dos brasileiros para se atingir a tal imunidade de rebanho, na produção e distribuição de cloroquina a quem morria sem oxigênio, no combate a medidas não farmacológicas como uso de máscaras, no atraso doloso na compra de vacinas, na corrupção na compra de outras, nos experimentos humanos da Prevent Senior, que nada ficam a dever ao que os nazistas fizeram no campo de concentração de Auschwitz, sob comando do médico da SS Josef Mengele. Que, talvez não por acaso, morreria afogado nadando na praia de Bertioga, no Brasil”.

      https://opinioes.folha1.com.br/2021/10/23/a-semana-de-campos-e-do-brasil-na-mesa-do-bar/

      Grato pela chance de listar os crimes dos dois lados, inclusive os praticados contra a humanidade, dos quais vc é cúmplice!

      Aluysio

Deixe um comentário